4 dicas para comprar sapatilhas infantis

O ballet é uma atividade muito procurada pelas meninas na infância, sendo necessárias roupas especiais.

As sapatilhas infantis ajudam a dar equilíbrio e mantêm os pés confortáveis para os movimentos, mas precisam ser escolhidas com cuidado

Isso porque o modelo errado não só pode durar pouco como pode provocar lesões, dores, desconforto e mau desempenho da bailarina.

Sapatilhas

1. Tamanho

Pode parecer óbvio, mas, a identificação da numeração precisa ser feita com muito cuidado. As sapatilhas têm uma característica de se moldar ao formato do pé. No entanto, tenha cuidado para evitar que tenha um tamanho pequeno para que não fiquem apertadas quando a criança calçar, porque pode causar sequelas como bolhas e calos para além do desconforto que causa.

Inclusive, os professores recomendam que um tamanho ligeiramente superior ao tamanho tradicional de outros calçados, normalmente até dois números acima. Comprar um número muito mais acima pode provocar a tropeços e torções, mesmo que se pense a longo prazo, com o caso do crescimento da criança.

Como os tamanhos podem variar de acordo com o modelo, é importante que a menina sempre experimente o calçado, ou seja, ela precisa estar presente na hora da compra.

O material das sapatilhas infantis também faz diferença para os pés, porque alguns podem prejudicar os movimentos e podem interferir no tamanho – o couro sintético, por exemplo, é um material que por norma costuma ser mais apertado.

2. Material

Existe três tipos principais de material

  • O couro sintético – é o mais fácil de limpar e costuma ser mais barato, mas é menos recomendado uma vez que não permite que o pé respire. Isso aumenta o risco de causar bolhas o que resulta, também, em mau cheiro dos pés. Sem referir que, são de pouca durabilidade.
  • As sapatilhas de lona – são mais resistentes e duradouras. Permitindo uma lavagem, o que diminui o odor. Apesar de confortáveis, elas são menos flexíveis e, por isso, é importante ter atenção no tamanho na hora de comprar.
  • Por último o couro original – apesar de serem mais caras que as outras, são muito resistentes, confortáveis e duradouras. São as mais recomendadas, porque se ajustam melhor ao formato dos pés e permitem flexibilidade para os movimentos.

3. Tendências

Com tantos modelos no mercado, as cores variam bastante.

Para escolher as mais adequadas, selecione de acordo com a meia-calça e os modelos de roupas, para que conjuguem e criem uma combinação de estilo.

As cores mais tradicionais são o bege e o rosa, além de serem tons nudes que estão em voga, os tons claros são mais fáceis de combinar com peças do dia a dia. Outra opção são as sapatilhas brilhantes, que trazem um ar de sofisticação e fantasia ao visual das meninas.

  • Identifique o nível de conhecimento na dança

Outro fator que faz diferença nos modelos de sapatilhas infantis é o nível de conhecimento na dança. A diferença nos calçados se traduz no tipo de sola.

Para iniciantes, o ideal é a sola inteira, que tem mais resistência e atua na força dos pés.

As que têm mais experiência, são indicadas sapatilhas de meia ponta uma vez que facilita na hora de esticar a ponta dos pés e dá mais estabilidade aos movimentos.

A escolha deve respeitar detalhes como idade, tempo de formação, postura, força nos pés e dedicação às aulas. Tenha em conta a avaliação do professor, porque apenas ele vai saber se a criança está preparada para os modelos mais profissionais.

Com essas dicas, pode ir já às compras e preparar a sua bailarina para dar um show nos espetáculos com as sapatilhas infantis, clicando aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *